Provérbios e expressões | Arigatou (ありがとう)

Provérbios e expressões | Arigatou (ありがとう)

150 150 Iochihiko Kaneoya

É a forma moderna de arigatashi do antigo japonês. Ari do verbo aru, ser, ter, existir e katashi, antigo adjetivo que significava dificuldade.

No Período Muromachi (1336-1573) era como os japoneses exprimiam louvor aos seus deuses ou agradecimento diante dos ensinamentos budistas. No Período Edo (1603-1868) a expressão se seculariza mas ainda assim, utilizada em raros casos. Hoje é expressão de simples agradecimento. Significa “a gentileza que você me demonstra é muito para ser verdade” ou “o que você fez é de uma gentileza inacreditável”. Literalmente, apenas, “há dificuldade”, isto é, tenho dificuldade em expressar meu agradecimento diante de tão benévolo ato seu.







Na região de Kansai (Kyoto, Osaka, Nara) também se usa ookini que significa grande, simplificação da expressão ookini arigatou (um grande obrigado). Usa-se ainda a forma abreviada doomo na linguagem falada, síntese de doumo arigatou gozaimasu ou doumo moshiwake arimasen, para excusas. Usa-se ainda a forma doomo doomo, assim como hai hai, embora consideradas deselegantes por denotar fina ironia.

Referência

OTSUKI, Hiroshi; GRINDSTAFF, Bradley. Cultural Keys: the history of japanese words and phrases. [S.l.]: Hokuseido Press, 1995.

Iochihiko Kaneoya

Formado em Direito e mestrando em cultura japonesa pela Universidade de São Paulo - USP. Pesquisador da cultura japonesa.

All stories by : Iochihiko Kaneoya
2 Comentários
  • Fabio Shibuya 12/09/11 at 14:43

    Ótimo texto. Seria bom que todos tivessem conhecimento da origem da palavra “arigatou”, pois há décadas (eu escutei quando ainda estava na escola, e hoje tenho 36 anos) ouço uma estória totalmente nada a ver sobre “arigatou” ser uma corruptela da palavra portuguesa “obrigado”.

    Segundo consta deste mito, os japoneses não tinham uma palavra de agradecimento, e com o início do contato com os europeus, mais especificamente os portugueses, teriam aprendido a palavra “obrigado”, depois adaptada como “arigatou”.

    O problema é que uma mentira contada mil vezes acaba se tornando verdade, e até hoje muita gente ainda acredita nisso.

    Quem dera dessem maior destaque para essa desmistificação.

Leave a Reply