Gueixa 芸者 | Uma gueixa ocidental?

Gueixa 芸者 | Uma gueixa ocidental?

150 150 Rafael

gueixa05.jpg

Liza Dalby é detentora de uma interessante façanha: é a única ocidental de que se tem notícias a se tornar uma gueixa. Antropóloga e especialista em cultura japonesa, Liza conhece o país desde os 16 anos, quando morou durante um ano na cidade de Saga (ilha de Kyushu), no final da década de 60. Desde então, sua vida foi marcada por várias passagens pelo Japão, onde aprendeu a falar a língua  e a tocar o shamisen (tradicional instrumento de cordas).







Na década de 70, após se graduar em Antropologia nos Estados Unidos, ela escolheu como tema de sua tese de doutorado a situação das gueixas no Japão contemporâneo. A antropóloga passou vários meses imersa no ambiente de estudo aplicando entrevistas e pesquisando, e foi assim que surgiu a idéia de ela mesma se tornar uma gueixa.

Em 1978, ela recebeu o título de doutora pela Universidade de Stanford. E, em 1983, lançou seu livro intitulado Gueixa. Quando surgiu o projeto de Steven Spielberg para filmar “Memórias de uma gueixa”, em 1998, ela foi convidada para a função de consultora artística.  Será que ela é entendida no assunto?


1 comentário
  • Leitura de fundamental importância para aqueles que desejam conhecer mais um elemento cultural japonês fugindo do esteriotipismo imposto por aqueles que não conhecem a realidade de um povo com cultura singular, como o Japão.

    O livro possui uma delicadeza na forma como foi escrito de tal forma, que não há como não “devorá-lo”. A experiência de Dalby como gueixa vem quebrar o paradigma de que gueixas são prostitutas de luxo. Parabéns à autora do livro e à equipe responsável pelo site!

Leave a Reply