mai 08 2008

Saquê [酒] | A bebida da prosperidade

http://flickr.com/photos/torek/377460029/

O saquê [酒] é uma bebida fermentada que vem desempenhando papel central na vida e na cultura japonesa nos últimos 2000 anos. Feita principalmente de arroz e fabricada a partir da utilização de fungos específicos (microorganismo chamado Koji, em japonês) e leveduras, possui teor alcoólico de aproximadamente 16%. Suas diversas variações podem ser apreciadas mornas ou frias, dependendo da época do ano.

O termo saquê, de acordo com os registros, era chamado pelos japoneses como sakaemizu [栄え水] (água da prosperidade). Com o passar dos anos, sakaemizu passou a ser chamado de Sakae [栄え] e posteriormente, sake/saquê.

A técnica primária da produção de saquê, chamada de kutikami [口噛み] consistia na sacarificação – a conversão do amido em açúcar – produzida a partir da enzima salivar das mulheres, que mastigavam os grãos de arroz aquecidos e depois os cuspiam em tachos, para só então iniciar o preparo da bebida. Este processo era restrito apenas às jovens virgens, pois acreditava-se que o saquê provinha da mulher pura, a representante dos deuses na terra.

Segundo famosa mitologia da cidade de Izumo (província de Tottori) chamada Yashiori no Sake [八入折の酒], existia uma serpente gigantesca de oito cabeças, Yamata no Orochi [八岐大蛇]. Todo ano ela vinha devorar uma das oito filhas de um casal de velhos. O deus Susanowo no Mikoto [須佐之男命] ao chegar ao reino de Izumo encontra o casal chorando porque o monstro viria buscar sua última filha. Susanowo se encanta com a moça e decide eliminar o monstro. Entraram em acordo e o guerreiro divino se disfarçou de camponês e aguardou o dia do sacrifício. Quando a serpente apareceu, Susanowo no Mikoto ofereceu 8 barris de saquê e um néctar como aperitivo. A serpente mergulhou as 8 cabeças nos barris, bebeu tudo e adormeceu embriagada no local. No mesmo instante, o deus tira o disfarce, identifica-se como Susanowo no Mikoto e corta todas as cabeças.

Beber saquê é um ritual milenar no país. Existem diversas razões além do paladar, sede ou disposição de se embriagar, para se apreciar a bebida. Tradicionalmente o saquê elimina as preocupações e prolonga a vida das pessoas. Costumeiramente a bebida é bastante consumida em grandes celebrações como no Ano Novo e nos casamentos xintoístas.

Fontes:

http://www.japansake.or.jp/sake/index.html

http://www.kwa.jp/mm/mbn_1/106.html

http://www.esake.com/Knowledge/Newsletter/SW/SW2005/sw2005_9.html

http://www.sempuku.co.jp/odoroki/kenkyu/nan-reki/index.html

http://www.e-sake.to/fukusima/rekisi.htm


Use as estrelas abaixo para dar uma nota a este artigo:
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas


Imprima uma versão mais simples deste artigo.
Gostou? Recomende este artigo por email. Gostou? Recomende este artigo por email.

3 comentários


jet horizontal

3 comentários para “Saquê [酒] | A bebida da prosperidade”

  1. Emilioem 08 mai 2008 às 21:24

    Eu fico pensando se o nome água próspera não vem do fato de que quem tinha saquê era porque podia se dar ao luxo de ‘perder’ um pouco de arroz pra fazer a bebida.

  2. [...] obras de arte, artesanatos, móveis e até na gastronomia. Estes flocos de ouro embelezam os saquês, wagashi (doces tradicionais japoneses), chás, sushis, sashimis e recentemente os [...]

  3. [...] do Castelo de Tokushima (Tokushima-Jyo) [徳島城]. Muitas pessoas se embriagaram com a fartura de saquê e dançaram, tropeçando para frente e para trás. Algumas pegaram instrumentos disponíveis à sua [...]



Trackback URI | Comments RSS

Comente