nov 05 2012

Etimologia do kanji | As 4 estações: haru, natsu, aki, fuyu

Haru – primavera –

 É a estação do ano quando a maior abundância do sol permite a renovação das plantas, com as flores dando frutos e semente, e plantas crescendo com galhos novos. O pictograma representa a semente recém-germinada, acima à direita, envolvida pelo mato, tudo crescendo na presença do sol, acima à esquerda. É a estação da renovação, do crescimento, dos frutos. 

Natsu – verão –  

Há várias versões para a origem desse pictograma. Uma delas representa o corpo nu que deseja se refrescar, vendo-se apenas as partes: os braços, pernas e rosto. Outra versão representa o homem dançando durante os festivais que costumam ocorrer no verão: os pés estão em movimento, dançando (a parte inferior) e o rosto coberto por máscara; e uma terceira versão diz que a parte superior é o rosto coberto por máscara e logo abaixo, a roupa, significando que é nessa estação que as plantas se cobrem e se vestem. 

Aki – outono –  

Pictograma que se forma com o radical arroz, do lado esquerdo, e fogo. Os antigos agricultores promoviam uma festa em comemoração ao término da colheita do arroz – origem da cerimônia Niinamesai. (O imperador oferece e depois partilha com os deuses o arroz da primeira colheita. Ocorre no palácio imperial no dia 23 de novembro). Após o armazenamento dos grãos, queimava-se a palha. É quando se ouve por todo o campo o canto dos grilos. No kanji antigo, acima à esquerda, havia ainda um grilo e à sua esquerda, o fogo, representado pelos quatro pontos. Com a gradativa simplificação ficou apenas o “arroz” e o “fogo”, forma do kanji atual.

Fuyu – inverno –  

Pictograma bastante simples. A parte superior é água que deixa de correr, representada por traço horizontal. A parte inferior, é água já congelada.

Referências:

TSUJI, Yoshiaki (Kei-un). Kanji no naritachi jiten. Tokyo: Kiyoiku shuppan, 2011

PAPINOT, E. Historical and geographical dictionary of Japan. Tokyo: Charles e Tuttle, 1984

WILLIANS, Noriko Kurosawa. The key to kanji. [S.l.]:  Cheng & Tsui, 2010


Use as estrelas abaixo para dar uma nota a este artigo:
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Este artigo ainda não foi avaliado)


Imprima uma versão mais simples deste artigo.
Gostou? Recomende este artigo por email. Gostou? Recomende este artigo por email.

1 comentário


jet horizontal

out 31 2012

A mulher-da-boca-rasgada | 口裂け女

http://villains.wikia.com/wiki/Kuchisake-onna

A mulher-da-boca-rasgada (口裂け女 – em japonês, “Kuchisake onna”) é um youkai – classe de criaturas sobrenaturais do folclore japonês. Trata-se de uma lenda urbana de mulher muito bonita, de cabelos longos e pretos, que possui a boca rasgada de orelha à orelha. Diz-se que ela usa uma máscara cirúrgica – comum ser usada no Japão, quando uma pessoa está resfriada ou gripada – e um casaco longo, que esconde um objeto cortante, como tesoura, foice, navalha etc.

A origem da mulher-da-boca-rasgada possui diferentes versões. Uns dizem que ela é o espírito vingativo de uma mulher que fora mutilada pelo marido ciumento, outros dizem que a sua boca está relacionada a uma cirurgia plástica mal sucedida ou ainda, que sua aparência é consequência da inveja que uma de suas irmãs tinha por sua beleza.

A mulher-da-boca-rasgada se aproxima de suas vítimas e pergunta “Watashi kirei?” (Você me acha bonita?), se a pessoa responde “não”, ela é assassinada. Se responde “sim”, ela retira a máscara e pergunta “Kore demo kirei?” (Mesmo assim?). Se a pessoa responde que “não”, a mulher-da-boca-rasgada a mata. Se responde “sim”, ela corre atrás da vítima – diz-se que corre muito rápido, sendo impossível não ser pego – e corta a sua boca como a dela.

Para se proteger ou escapar dela, existem algumas formas:

– a resposta correta para a pergunta “Você me acha bonita?” é “mais ou menos” ou “normal”. Desta forma, ela fica pensando em o que fazer com a vítima, dando tempo para a fuga;

– se, como resposta, a vítima retrucar à pergunta da mulher: – “Você me acha bonito/a?”, ela ficará confusa e irá embora;

– caso ela pergunte “Você me acha bonita?” e a vítima responder que não tem tempo para isso, pois tem um compromisso; ela pedirá desculpas e irá embora;

– ela gosta de balas. Se a vítima der balas à ela, terá tempo de escapar;

– ela não gosta do cheiro do creme para cabelo de homem (“pomado”), portanto se ela ouvir “pomado, pomado, pomado”, ela foge.

Referência

KUCHISAKE-ONNA. In: Wikipedia.[S.l.]: Wikipedia,[s.d.]. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Kuchisake-onna>. Acesso em 27 out. 2012.

KUCHISAKE-ONNA. In: Wikipedia.[S.l.]: Wikipedia,[s.d.]. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Kuchisake-onna>. Acesso em 27 out. 2012.

KUCHISAKE-ONNA. In: Wikipedia.[S.l.]: Wikipedia,[s.d.]. Disponível em: <http://ow.ly/eUM3z>. Acesso em 27 out. 2012.

NAGATA, Mikako; NAKASAKO, Kazuhiko. Nihon no youkai jiten & toshi densetsu. Tokyo: Oizumishoten, 2011.


Use as estrelas abaixo para dar uma nota a este artigo:
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Este artigo ainda não foi avaliado)


Imprima uma versão mais simples deste artigo.
Gostou? Recomende este artigo por email. Gostou? Recomende este artigo por email.

1 comentário


jet horizontal

Pages: Prev 1 2 3 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 120 121 122 Next

Pages: Prev 1 2 3 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 120 121 122 Next