japão

Ser ou não ser japonês?

150 150 Paula Hidemi Kaneoya

PINHEIRO, Elisa Massae Sasaki. Ser ou não ser japonês? : a construção da identidade dos brasileiros descendentes de japoneses no contexto das migrações internacionais do Japão contemporâneo. 2009. Tese (Doutorado…

read more

Arquitetura minimalista japonesa

150 150 Thiago Hiroshi Arasaki

Esta casa fica em Shiga, no Japão e foi projetada por FORM/Kouichi Kimura Arquitetos. Chamada de Casa da Reticência, ela é composta por blocos criando pátios triangulares pelo terreno. O…

read more

Residência em forma de concha de Kotaro Ide

150 150 Thiago Hiroshi Arasaki

Novas abordagens de projetos arquitetônicos são sempre interessantes, não importando quando elas são apresentadas pela primeira vez. Um desses projetos é a casa “concha” idealizada pelo arquiteto japonês Kotaro Ide da ARTechnic.…

read more

Entenda a relação do Japão com os terremotos

150 150 Thiago Hiroshi Arasaki

As regiões a leste do Japão guardam as marcas provocadas por um terremoto ocorrido em 1923. O tremor, de 7,9 graus de magnitude na escala Richter, era considerado o maior…

read more

Akai Chouchin: a lanterna vermelha

150 150 Iochihiko Kaneoya

Akai Chouchin: a lanterna vermelha

read more

Fontes ideológicas das artes marciais japonesas

150 150 Iochihiko Kaneoya

O Japão sempre foi fiel aluno e profundo admirador da cultura da China e da Coréia. Importou da China o budismo, o confucionismo, as artes, a escrita, o sistema político, instrumentos musicais, usos e costumes. Os coreanos ensinaram a arte da fundição, da carpintaria e incentivados pelo príncipe Shotoku, a escrita chinesa kanji foi ensinada pelo mestre coreano Wang-I aos iletrados japoneses do século VI, como instrumento necessário para o aprendizado do budismo.

read more

O Bushidô

150 150 Iochihiko Kaneoya

A concepção que o ocidente costuma atribuir ao Bushidô (literalmente, o caminho do guerreiro; no ocidente, livremente traduzido como código de honra do guerreiro samurai), é algo restrito apenas à conduta dos samurais.

read more

Sumi-ê [墨絵]: a arte do essencial

150 150 Bruno Kaneoya

“Os elementos básicos do sumi-ê são três: simplicidade, simbolização e naturalidade. O sumi-ê é uma arte subjetiva. A expressão livre que brota por meio da cor sumi e dos movimentos do pincel reflete com serenidade o caráter e a personalidade do autor, induzindo-o ao prazer das descobertas”

read more

Maneki neko, o gato da sorte

150 150 Bruno Kaneoya

O maneki neko é um dos mais famosos símbolos da sorte na cultura japonesa.

read more

J League: a liga profissional de futebol japonês

150 150 Bruno Kaneoya

Até que no dia 15 de maio de 1993, aproximadamente 60 mil torcedores presentes no Estádio Nacional de Tóquio, vibraram com o pontapé inicial da J League.

read more

Pequeno histórico da imigração japonesa no Brasil | Caminhos dos imigrantes

150 150 Iochihiko Kaneoya

Aqui o japonês encontrou um país sem guerras, terras férteis e clima propício para produzir riquezas; mas no coração do brasileiro, encontrou o irmão da sua família.

read more

Pequeno histórico do Japão antigo | O Período Yamato [大和時代] (300d.C.- 593d.C.)

150 150 Rafael

O período Yamato costuma ser divido em duas partes: Kofun e Asuka. O período Kofun é uma espécie de continuação do período Yayoi (300 a.C. – 300 d.C.), recebendo tal denominação em função da presença das grandes câmaras funerárias de pedra dessa época – talvez as mais impressionantes obras de arquitetura do Japão, mesmo que tenham sido construídas na sua Pré-história.

read more