Hattori Yukio (服部幸應) | O chef da alta gastronomia japonesa

Hattori Yukio (服部幸應) | O chef da alta gastronomia japonesa

150 150 Nipocultura

http://www.city.niigata.jp/info/nishikan/city/sangyou/kanko/07/img/071018a.jpg

Proprietário de uma das mais renomadas escolas de culinária do Japão, a Escola Hattori de Nutrição (服部栄養専門学校) e chef referência sobre a nutrição no Japão, Hattori Yukio (服部幸應) é um médico que abraçou a arte da gastronomina japonesa de corpo e alma .







http://www.sotobori.com/japan02/Hattori/image003.htm

Nascido em dezembro de 1945, Hattori se formou primeiro na Rikkyo Daigaku Shakaigakubu (立教大学社会学), faculdade de sociologia da universidade Rikkyo e depois, na Showa Daigaku Igakubu (昭和大学医学部), faculdade de medicina da universidade Showa.

Desde criança, foi treinado pela família para refinar seu paladar ao gosto da alta gastronomia japonesa. Ele comenta que seu pai fez com que ele comesse sashimi de fugu todos os dias, até aprender a degustar e saborear os alimentos.

Hattori faz uma observação interessante ao ideograma japonês para alimento, o shoku (食): “Originário da junção de dois ideogramas, pessoa (人) e bem (良), alimento é aquilo que faz “bem às pessoas”.

Devido a sua sólida carreira na medicina, ele defende uma cozinha saudável e propõe como um dos elementos essenciais de uma dieta, a soja.

Segundo o chef, vê-se a necessidade da inclusão da educação alimentar, Shokuiku (食育), nos 3 pilares das escolas japonesas: chiiku (飼育), tokuiku (徳育) e taiiku (体育), treinamento intelectual, moral e educação física, respectivamente.

Hattori também está muito presente na mídia, participa como comentarista no programa Ryouri no Tetsujin (料理の鉄人), Iron Chef, exibido todas as quintas-feiras na Fuji Tv.


 programa  dividido em 5 partes

Iron Chefs – Batalha dos chefs japoneses:

O confronto acontece no Kitchen Stadium entre 4 Iron Chefs, especialistas em gastronomia japonesa, chinesa, italiana e francesa, e com um desafiante. Cada programa da competição tem um tema, um ingrediente específico que deve ser utilizado em todos os pratos. Os chefs têm 1 hora para preparar, no mínimo três pratos, que serão analisados, provados e julgados.

Interessante observar a seriedade e o respeito, características notáveis da cultura japonesa, entre os chefs.

O chef Hattori apresentou-se como desafiante num programa em 1994, que teve como  tema o diamante da gastronomia: cogumelos trufas.

Fontes:
http://www.hattori.ac.jp/index.html

http://www.ewoman.co.jp/winwin/68hy/01.html
http://www.jfn.co.jp/shokuiku/

1 comentário
  • Sou um frequentador diário do site. Muito bom. Parabéns

    Como posso publicar uma matéria sobre a nossa associação dos adeptos da culinária japonesa no Brasil – AACJ-br. Maiores informações acessem http://www.aacj.com.br.

Leave a Reply