Inkan [印鑑]

Inkan [印鑑]

150 150 Nipocultura

http://farm2.static.flickr.com/1159/966157581_e63abec20a.jpg?v=0

Inkan [印鑑] é nome dado ao carimbo utilizado pelos japoneses, o qual possui o mesmo valor das assinaturas. Muito usado em situações como solicitação de documentos na prefeitura, abertura de conta bancária, correspondências, entre outros. Estes carimbos são feitos normalmente de pedra ou madeira em formato cilindrico, contendo na sua base superior os caracteres orientais, podendo ser tanto kanji quanto desenhos (geralmente utilizados em artes), e são tipicamente usados com tinta vermelha.







Surgido há 5 mil anos na região da Mesopotâmia, também com o formato cilindrico, porém com as gravuras gravadas na parte lateral. Assim, rolava-se o material sobre a superfície de argila para obter os desenhos do carimbo. Apenas os sábios da época possuiam o inkan, o qual era pendurado no pescoço com uma corda, sendo carregado como acessório necessário para o dia-a-dia. Cada um possuia o inkan com gravuras peculiares, feito com pedras de valor.

Posteriormente, o inkan se espalhou para o mundo. Ao leste, através da China, chegou ao Japão. No oeste, atravessou a Grécia, Egito, Roma e chegou à Europa, onde o costume de se utilizar o inkan não se manteve ao longo da história.

No Japão, em fevereiro de 1784, foi descoberto na província de Fukuoka o inkan de ouro, o qual foi considerado o mais antigo do país, gravado com as seguintes palavras: Kan Wa Na Kokuou [漢委奴國王].

http://ja.wikipedia.org/wiki/%E5%80%AD%E5%A5%B4%E5%9B%BD%E7%8E%8B%E5%8D%B0

Antigamente no Japão, o inkan era utilizado apenas pelo imperador e seus mais confiáveis agentes, como forma de se certificar os documentos oficiais com o símbolo da autoridade do imperador. A partir das Eras Heian e Kamakura o inkan se tornou comum entre a população e na Era Meiji, por força da legislação, o inkan tornou-se objeto de uso comum sendo necessário ser registrado pela prefeitura de cada cidade (inkan shoumeisho) [印鑑証明書].

É comum separá-los conforme sua utilização:

  • Jitsuin [実印] – é o carimbo que se registra na Prefeitura. Este é o carimbo mais importante pois é utilizado em todas as transações que exigem documentos oficiais, como compra e venda de imóvel, compra e venda de automóvel, contratos, entre outros.
  • Ginkoin [銀行印] – é o carimbo utilizado nas transações bancárias, como abertura de contas ou do correio.
  • Mitomein [認印] – é o carimbo utilizado no cotidiano.

Referências:
http://www.hankoya.com/untiku/rekisi.html
http://ja.wikipedia.org/wiki/%E5%8D%B0%E7%AB%A0
http://www.abc-hanko.jp/history/
http://www.rakuten.ne.jp/gold/best-hanko/in/reki.html
http://hankotukurou.com/page04.html

5 Comentários
  • É interessante ver como um país tão avançado tecnologicamente ainda usa carimbos em documentos oficiais.

  • oi!

    eu tô fazendo uma pesquisa pra feira da cultura da minha escola e fiquei encarregada de falar sobre o inkan mas percebi que é muito difícil achar algo sobre a história na internet e quando eu acho, tá tudo em japonês T_T
    será que você poderia recomendar algum site de preferência em português? pode ser em inglês ou espanhol também que não tem problema.

    desde já

    obrigada!

  • Acabei de escrever um artigo no meu blog em que também falo sobre inkan e kaō e, agora, encontro este artigo de vocês, complementando o que eu já havia pesquisado sobre o tema. Que pena que eu não o tenha lido antes!

    Parabéns à autora por ter elaborado um texto bem escrito e informativo.

  • É interessante um país tao avançado tecnologicamente ainda usar carimbos pra assinar documentos e… nao precisar autenticae nenhum desses documentos ou se fizer copias de quaisquer documentos nao precisar de autenticidade ou reconhecer firmas nos cartorios, muito comum no Brasil, onde se tem tanta má fé, isso sim é atraso, sua assinatura nao tem valor se nao for autenticado por esses mesmos cartorios, que usam e abusam de preços abusivos, os ” inkans” pessoais ja sao uma atenticidade pura e reconhecida por todo territorio japones, e facilita muito,

Leave a Reply