Koto [琴]

Koto [琴]

150 150 Mari Kamia

http://en.wikipedia.org/wiki/Image:Japanese_Koto.jpg

Semelhante a uma cítara, o Koto é um instrumento musical composto por uma caixa de ressonância com diversas cordas. Atualmente é o mais popular dentre os instrumentos tradicionais do Japão.







O instrumento está presente na literatura japonesa desde a antiguidade. Nos Contos de Genji ( Genji Monogatari de Murasaki Shikibu 978- 1016) o koto aparece quando o seu personagem principal, príncipe Hikaru Genji, quando estava exilado em Akashi tocava e mantinha diálogos musicais com Lady Akashi. Em uma outra obra, Contos de Heike (Heike Monogatari) a amada do imperador Kogo foi descoberta em seu esconderijo através do som de seu koto.

Durante os séculos o koto e sua música foi cultivada pela nobreza. No século XVII, Yatsuhashi Kengyo fundou um estilo independente, o Yatsuhashi Ryu. Em 1664 foi impresso um livro escrito por Sosan Nakamura onde constam as partituras das principais músicas de Yatsuhashi Kengyo. Yatsuhashi criou as afinações mais tradicionais para o koto, o Hira e o Kumoi. Ainda neste século houve a popularização do instrumento como acompanhamento de dança e como conjunto junto com shakuhatchi e sangen.

Hoje existem duas correntes, a Ikuta Ryu e a Yamada Ryu. A primeira, fundada por Ikuta Kengyo no final do século XVII, tem como característica fundamental a ênfase nas técnicas instrumentais. No final do século XVIII surgiu a escola Yamada, fundada por Yamada Kengyo, que se baseava em narrativas dando ênfase no canto. O formato da unha também difere entre as duas. O estilo Ikuta usa a unha em formato retangular, no estilo Yamada a unha tem o formato oval, e isto faz com que os tocadores se sentem de maneiras diferentes com relação ao instrumento. Na escola Ikuta o tocador senta num ângulo oblíquo enquanto na escola Yamada, em ângulo reto.

No início deste século o koto foi popularizado por Michio Miyagi. Pertencente a escola Ikuta, Miyagi formou sua própria escola, introduzindo elementos ocidentais na composição de músicas japonesas.

Afinadas com trastes móveis, o que permite mudar a afinação no meio da música, as 13 cordas podem ser de seda ou nylon. O corpo é formado por duas pranchas de Kiri, com aproximadamente 180 centímetros, formando a caixa de ressonância. Existem também as variações do instrumento como o koto de 17 cordas, inventado por Michio Miyagi, que faz o baixo das músicas, e outros modelos como o de 21 e o de 80 cordas.

Referências:
http://en.wikipedia.org/wiki/Koto_(musical_instrument)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Koto

Mari Kamia

Meu nome completo é Carla Mari Kamia, sou formada em Educação Física e atualmente trabalho como professora de natação e hidroginástica em uma academia aqui em Florianópolis. Sou sansei (terceira geração de descendência japonesa) e convivo com a arte da música desde meus 6 anos de idade, quando participei do meu primeiro campeonato de Karaokê na Zona Norte de São Paulo. A partir desse dia, não parei mais de cantar em campeonatos e conviver com a música. Participava de campeonatos de São Paulo em pequenas associações, campeonato Paulista e Brasileiro até os meus 21 anos e, atualmente, só por lazer. Adoro música e principalmente músicas japonesas, e aprecio de tudo um pouco!

All stories by : Mari Kamia
2 Comentários
  • É simplesmente muito lindo, ouvir esta melodia, ainda mais por intrumentos sensacionais…

  • – Me senti..Nas ruas Japonesas. Magnifico! Magnifico!

Leave a Reply