Hinamatsuri (雛祭り) Festival de Bonecas – O Dia das Meninas

Hinamatsuri (雛祭り) Festival de Bonecas – O Dia das Meninas

150 150 Iochihiko Kaneoya

O dia 03 de março é conhecido como Hinamatsuri (雛祭り). É uma festa típica japonesa. Tem como ritual a montagem de altares com panos vermelhos em degraus, chamados de hinadan, onde são dispostas bonecas ((雛人形, hina-ningyō) que representam a família imperial, os serviçais e os músicos com as vestimentas tradicionais do período Heian. As famílias celebram a data desejando um crescimento saudável e feliz.







Akari o tsukemashou bonbori ni
明かりをつけましょう ぼんぼりに
Ohana o agemashou momo no hana
お花をあげましょう 桃の花
Go-nin bayashi no fue taiko
五人ばやしの 笛太鼓
Kyo wa tanoshii Hinamatsuri
今日は楽しいひな祭り

Disposição

O altar no qual as bonecas são posicionadas, divide-se em sete plataformas.

Primeira plataforma

Apresenta duas bonecas que representam o Imperador (お内裏さま, O-Dairi-sama) e a Imperatriz (お雛さま, O-Hina-sama). (Dairi significa Palácio Imperial, Hina é menina ou princesa Atrás deles há um biombo dourado representando o trono. Em extremidades opostas, duas lanternas brancas (bonbori) completam o patamar.

Segunda plataforma

O segundo degrau traz três damas da Corte (三人官女, San-nin kanjo): Nagae no choushi, que carrega sake e uma longa concha; Sanpou, que carrega sake, mas permanece sentada e as outras em pé; e Kuwae no choushi que também serve sake. Há também bandejas com bolinhos de arroz.

Terceira plataforma

No terceiro degrau estão cinco músicos (五人囃し, Go-nin bayashi). Existem quatro instrumentistas: Taiko (pequeno tambor), Ookawa (grande tambor de mão), Kotsuzumi (tambor de mão) (tanto Ookawa quanto Kotsuzumi tocam os instrumentos em pé), Fue (flauta) e Utaikata (cantor que segura um sensu = leque). Eles fornecem a melodia para a celebração (uma canção homônima).

Quarta plataforma

Ficam o Zuishin (dois ministros); o da direita é Udaijin e o da esquerda Sadaijin, que era considerado superior na antiga corte japonesa, pois quase sempre um ancião, famoso por sua sabedoria era escolhido para esta posição. Por isso, Sadaijin tem uma longa barba e parece ser mais velho do que Udaijin.

Quinta plataforma

São colocados o Ukon no tachibana (laranjeira, sempre plantada à direita), Sakon no Sakura (cerejeira sempre plantada à esquerda) ou pessegueiro (substituída no Festival dos Pêssegos) e o Eji (três servos). Esses três bonecos são: Nakijogo (bebedor triste) geralmente um jovem, sentado no centro com os sapatos do obina. O segundo mais velho, Okorijogo (bebedor zangado) segura o guarda-chuva do obina. O mais velho Waraijogo (bebedor animado) segura um chapéu e um bastão com um disco redondo e coberto no topo.

Sexta e sétima plataforma

Vários utensílios domésticos em miniatura representam o dote de casamento. Hishidai (literalmente, suporte (daí) em forma de diamante (hishi); uma pequena mesa, na qual bolinhos de arroz (hishimochi) em forma de diamante são ofertados); tansu (cômoda com gavetas); nagamochi (grande baú). Antigamente, faziam parte do enxoval da noiva. Não são mais usados, mas podem ser vistos em lojas de antiguidades. Eram usados para guardar kimono, futon, etc. No caso de viagens, dois bastões eram inseridos em alças de corda em cada extremidade do baú e carregado no ombro por dois servos); haribako (tradicional caixa de costura). No topo do braço vertical há uma almofada de agulhas, que tradicionalmente era recheada com cabelos, pois estes continham óleos naturais, que evitavam que as agulhas se enferrujassem e também se lubrificavam, tornando-as mais fáceis para a costura. O hibachi (literalmente “pote de fogo”) era um braseiro que queimava carvão e podia ser feito de madeira, bronze, ferro, latão, cobre ou porcelana. Era uma fonte central de calor nas temporadas de frio, antes dos aquecedores a gás e querosene surgirem. Também possui a dupla função de fogareiro para esquentar a água, assar bolinhos de arroz); ocha dogu (utensílios usados durante a preparação do chá, na cerimônia de chá); juubako (cesta de caixas laqueadas usadas para servir comida. Literalmente “caixas laqueadas”. Hoje em dia, elas são usadas apenas em ocasiões especiais, como no Ano Novo); gosho kuruma (carruagem para as pessoas da nobreza, geralmente puxada por bois).

É costume as amigas se reunirem diante das bonecas, trocando saudações cerimoniosas. Elas se deliciam com doces e bolinhos de arroz (Hishimochi) e bebem o sake doce (Shirozake), que também são ofertados às bonecas.

Algumas famílias possuem Hina Ningyo centenárias, consideradas verdadeiras heranças de família. Algumas noivas, ao se casarem, levam consigo o seu conjunto de bonecas para as suas novas casas.

Fontes:

About.com

Aliança Cultural Brasil-Japão

Consulado Geral do Japão em São Paulo

Wikipédia

Iochihiko Kaneoya

Formado em Direito e mestrando em cultura japonesa pela Universidade de São Paulo - USP. Pesquisador da cultura japonesa.

All stories by : Iochihiko Kaneoya

Leave a Reply